COMO FAZER PARA RETER TALENTOS

talentos

No mundo atual, cheio de cenários tão dinâmicos e instáveis, é um desafio para as organizações reter seus talentos e mantê-los motivados todos os dias em relação ao trabalho.

Os conflitos geracionais, a busca pela ascensão rápida de carreira, a forma de remuneração e outros vários motivos são os maiores desmotivadores dos novos talentos nas organizações. A grande questão é: “- Como manter a motivação no ambiente de trabalho sem deixá-los escorrer por entre os dedos?”.

Imagino que esta resposta, a fórmula para reter talentos, é a que vários gestores buscam neste momento. Sabemos que é desafiador por não existir uma fórmula correta a se seguir, mas com algumas mudanças na forma de gerir podem ajudá-lo com esse propósito.

Normalmente, quando pensamos em mudanças organizacionais e retenção de talentos, a primeira questão que nos vem à memória é quanto iremos gastar com isso e em quanto tempo teremos resultados. Na maioria das vezes, o desejo é gastar pouco e obter resultados quase que imediatos.

O investimento deve ser imediato para que a médio/longo prazo sejam alcançados os resultados satisfatórios.

Comece analisando sua forma de remuneração. Ela é atrativa? Cria anseios aos colaboradores? Se você estivesse no lugar deles, ficaria motivado a alcançar metas e a “dar o seu melhor” para ganhar o que ganham? Pois bem, sabemos que somente o salário não é fator motivacional. Então, como estão as aplicações de benefícios (os regulamentados por lei) e as premiações? Condizentes com o mercado ou acima da média de mercado? Se a resposta foi condizente com o mercado ou abaixo do mercado, sua empresa não será vista como diferencial na hora de contratar ou de reter talentos. Vamos analisar agora a motivação dos colaboradores. Está sendo motivador o trabalho executado? A liderança é apoiadora ou autoritária? O ambiente organizacional é bom ou instável?

Após respondermos todos estes questionamentos podemos iniciar um plano para a melhoria da competitividade da sua organização no mercado.

Segundo Abraham Maslow, criador da hierarquia das necessidades, o ser humano sempre buscará sanar suas necessidades em formato de pirâmide, iniciando pelas primárias como as fisiológicas e a segurança e, posteriormente, as secundárias como o afeto social, a autoestima e a realização pessoal. Isso mostra que a cada dia o colaborador buscará fatores que visam melhorar a vida pessoal ou sua carreira profissional. Cabe então à organização criar um plano para suprir essas necessidades e com isso retê-lo mais facilmente na organização.

Esta é a primeira ação a se pensar. Quer saber mais? Agende uma conversa conosco. A Consultrain está apta para ajudá-lo sobre esse assunto e diversos outros.

 

 

Deixe uma resposta.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Desenvolvido Por: Raff Soluções